Páginas

quinta-feira, 8 de março de 2012

Retomando o controle

Sabe aquela sensação de que voce nao faz nada por voce faz tempo?
Eu estava assim.

Trabalhando, cedendo pra vida e pros outros o tempo todo, cuidando da casa, da familia, dos filhos, do marido, do cachorro e de quem mais quisesse. Agindo como se fosse a super mulher, aquela forte e inabalável que pode passar por tudo e sair ilesa.
Engano meu.

O corpo vai guardando cada sapo engolido, cada excesso, cada falta de pensar em voce, e aos poucos vai se desregulando.
Voce engorda ou emagrece como nunca, fica com a pele cansada, rugas aparecem, o cabelo cai. Sua curvatura do lábios mais parece um palhaço triste do que alguém realizado.

E pior, isso acontece sem que nos demos conta.
Sim, voce fica infeliz. E a pior parte é que voce consegue viver infeliz como se nada de errado estivesse acontecendo. Não liga um alarme avisando nem nada.

E viver infeliz meio que te estraga por dentro. Te tira o brilho, o ânimo, a graça. Voce vive mecanicamente. Realiza tudo, cumpre tudo, mas é como se voce não estivesse ali.

Inevitavelmente um dia a deprê te pega! E se voce não escutar, ela estressa todo o seu corpo e voce fica pelo caminho.

Eu estava assim. Fiquei 2 meses doente, sem diagnóstico. Com uma médica tradicional me passando mil exames.

Um dia achei um médico que me entendeu, me avaliou holisticamente e pimba: o problema não era físico e sim de ordem emocional.
Diagnóstico, medicação sem química ou dependência, amei. Nunca mais largo a medicina antroposofica e recomendo a todos.

O que aprendi?
Que preciso retomar o controle de mim, me privilegiar, me  ouvir, sentir, cuidar. Que não tem nada de errado em questionar, mostrar sua opinião. E se o outro encara isso de forma negativa, o problema é dele que não saber se relacionar e aceitar as opiniões alheias e não seu.

Aprendi que falar não mesmo que para filhos, marido, amigos e familiares faz bem e é necessário, não podemos estar sempre disponíveis pra tudo e todos. E ter seus momentos sozinha ou "a toa" são fundamentais pro bom funcionamento da vida.

E que às vezes a vida precisa de mudanças, de novos ares e novos caminhos

E aos poucos vou retomando o controle de mim :-)



Nenhum comentário:

Postar um comentário