Páginas

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Eu detesto a Bienal!

Calma! Vou explicar:

Eu não detesto a Bienal do livro em si, detesto a forma como é organizada. A Bienal tem o poder de  mostrar o quanto o acesso a cultura de verdade (e mulatas sambando ou tchutchuca rebolando não é cultura)é limitado no Brasil pela questão financeira.

O que é a Bienal de forma prática? Um evento onde várias editoras e afins se reúnem para vender seus livros. Na prática voce vai a Bienal comprar livros. Atualmente eventos paralelos acontecem com a presença de escritores que visam promover seus livros.

E os visitantes consomem sim, 80% gastam em torno de R$90,00  de forma pessoal, informação que consta no site.

O evento conta com o apoio de grandes empresas, patrocinio e realização dos governos estadual e federal, ou seja, verbas públicas num evento privado.

Tá Fabiana, mas qual o motivo do descontentamento?

O preço!

Vou usar a minha familia de cinco pessoas como exemplo, me acompanhem:

entrada inteira: R$ 12,00 = 36,00
meia entrada: R$ 6,00 = 12,00

estacionamento: R$ 15,00

pedágio ida e volta: R$ 8,00

gasolina ida e volta: R$ 35,00 +-

Total: 106,00

Mais de R$ 100,00 só pra entrar na Bienal e ficar olhando os stands sem comprar nenhum livro ou tomar um copo de agua. Quem frequenta os eventos no Rio Centro sabe que até uma latinha de refrigerante tem o preço inflacionado.

Se acompanharmos a média de consumo, seriam mais R$ 90,00 pra cada um, ou seja R$ 450,00.

Agora vamos lá. Quem tem esse dinheiro todo pra ir com a família a Bienal?

Essa elitização no acesso a cultura me revolta. Que cobrem muito caro pela cerveja, pelo cigarro, por eventos que não acrescentam em nada na vida da pessoa, mas que facilitem ao máximo o acesso a coisas boas.

E não vou entrar na questão do preço absurdo do livro no Brasil.

Se eu vou a Bienal? Claro que não! Vou usar esse dinheiro todo da entrada nos sebos, comprando vários livros com preços justos e fazendo o meu suado dinheirinho circular pelas mãos de pessoas honestas que mantêm seus pequenos negócios com grandes dificuldades.






2 comentários:

  1. Os preços dos livros nem valem a ida... O que estiver em promoção pode contar que está defasado. Os lanches (se vc vai teoricamente passar horas lá, precisa fazer uma 'boquinha') ou são caros ou são requentados. Ou os dois. Um tumulto, um monte de gente que ganhou ingresso e foi lá pra pegar brinde. Eu prefiro ir a uma livraria, andar por ela com calma e resolver se posso comprar ou não.

    ResponderExcluir
  2. Vou endossar sua frustração com a minha.....ano passado fiz a besteira de irs até a Bienal com a família...acho que virou "modinha" aqui em São Paulo ir a esse evento pq estava tão lotado, horrível, as crianças não puderam ver nada! Filas enormes para entrar e andar lá dentro era impossível. Os livros bons muito caros mesmo. E aquele monte de gente fazendo o que lá?!!! Nada! Só andando....pra depois falar que foi até a Bienal pq ninguém tava era comprando nada....Um horror.
    O público da Bienal mudou de uns anos pra cá.
    Uma pena.
    Um sebo ou livraria é a melhor opção.
    Bj

    ResponderExcluir