Páginas

sábado, 25 de junho de 2011

Como ter mais tempo para voce


Me perguntam como consigo fazer tantas coisas tendo filhos, marido, cachorro, trabalho, casa e sem nenhuma ajuda.
Simples, desapegue-se!
Desapegue-se de velhos conceitos e de coisas. Jogue fora tudo o que voce ou sua familia tem em excesso. Acredite, seu filho não precisa de um tonel de brinquedos, nem de dezenas de camisas e shorts.
Use a música do filme Mogli como mantra: “Necessário, somente o necessário, o extraordinário é de mais, eu digo necessário, por isso é que essa vida eu vivo em paz”

Roupas em excesso, utensílios domésticos, brinquedos e outros bagulhos que entulham a casa e só servem pra ocupar espaço e pegar poeira, te tomam tempo para manter limpo e organizado. Tempo esse que voce poderia usar de forma mais agradável cuidando de voce ou de algo que voce queira. Como por exemplo em refeições saudáveis pra sua familia. Nada de freezer e microondas, aqui não temos nenhum dos dois, a comida tem que ser viva, fresca, com energia  a maior das vezes possível.
Atividades inúteis como passar a ferro toalhas, lençois, panos de prato também, pense bem, pra que passar a ferro uma toalha de banho? Aqui em casa eu nao passo nada, nem roupas, só em casos extraordinários, tenho uma técnica ninja na hora de colocar na corda e tirar que fica ótimo. Percebi que levava horas do meu dia passando pilhas intermináveis de camisas e quando elas iam pegar uma no armário pegavam sempre a última ou a do meio, embolavam tudo em 2 dias, desperdício de tempo e dinheiro.
Não tenho o hábito de comprar, só compro quando preciso, e aproveito para escolher sempre uma roupa que facilite minha vida no dia a dia, nao podemos negar os valores da indústria e dos sintéticos. Compre pouco mas compre certo.
Temos poucas unidades de qualquer coisa, talvez pelas mudanças constantes, já tô no numero 21 e em breve vou pra 22 - acho que tenho algum antepassado cigano na linhagem – mas só temos o que usamos.
Se eu mantivesse todos os livros que já comprei teria uma biblioteca enorme, marido então, teria uma biblioteca pública, mas pra que guardar? Livros deveriam ter asas para ficarem por aí soltos, ensinando e alegrando a outras pessoas.
Voce vai ser sempre pioneiro com a sua familia, ela é sua e nao existe outra igual ou uma lei a ser seguida, experimente fazer algumas coisas um pouco diferentes do que sua avó fazia, a minha vivia reclamando e achando um absurdo eu nao passar as roupas, mas achava o máximo ler o que eu escrevia ou ouvir o que eu aprendia. Se ficasse passando roupas, com certeza não teria nenhuma novidade boa pra passar pra frente.
Ritmo, mantenha uma rotina, no início vai ser complicado, ainda mais com crianças pequenas, mas dê a louca, faça uma faxina geral daquelas boas de mexer em cima dos armários, nao protele se livre dessas energias velhas estagnadas, lave cortinas, tapetes, e desapegue-se já falei, doe, jogue fora, tire da sua frente. Organize tudo, deixa sua casa agradável e confortável com o que voce ja tem, depois pense em mudanças, pinturas e por aí vai.
Mantenha o ritmo e a rotina nos dias seguintes, faça um esforço, enlouqueça, deixe que todos na casa te chamem de doida, mas siga firme em frente com o objetivo claro de parar de perder tempo por bobagens e manter sua casa e vida organizadas e prazerosas. Pense em voce vendo a casa totalmente organizada, as crianças dormindo depois de uma saudável refeição, tomando um chá e lendo seu livro que espera a meses pela sua atenção. Fala sério, não foi bom pensar? Então vamos agir.
Dê, doe, empreste sem apego, deixe solto, invente, o que importa já está dentro de voce.

2 comentários:

  1. Conheci seu trabalho através de uma amiga Fabi, e te acompanho desde o dia em que tive o prazer de tocar uma boneca sua!

    Leio sempre seus textos no tumblr e concordo com muita coisa que vc diz...

    E nesse texto, adorei a parte dos livros alados. Não seria incrível se não nos apegássemos a eles?

    Sou como vc: não tenho nada além do que não preciso. Faço faxinões de doação sazonalmente. Tudo pra energia fluir.

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani, obrigada :-)

    Fala sério, precisamos nos desapegar das coisas, aceitar mudanças pra poder seguirmos em frente né?

    Eu vivo de olho nas coisas aqui pra doar tbm, as crianças escondem algumas coisas de mim :-D

    Beijo

    ResponderExcluir